29 de setembro de 2011

Cena

A mim, a Internet em condições aqui em Maputo, é uma cena que não me assiste...

E a televisão também não...

Sinto-me o tipo do naufrágio... sem acesso a qualquer informação...

Mas ainda estou vivo... o que me dizem sempre que é uma coisa boa...

25 de setembro de 2011

Time to...

passar o fim de semana na Beira... e amanhã já a caminho de Monte Carlo...

18 de setembro de 2011

Madeira - A "surpresa" (III)

Alberto João Jardim parece, neste momento e cada vez que abre a boca, aquelas galinhas que assustadas começam a correr para todo o lado sem saber exactamente para onde vão (por norma acabam no prato... vamos ver que prato lhe estará reservado).
 
Sempre se achou que João Jardim era um pouco louco politicamente, mas agora estará a atingir seguramente a senilidade mental. A juntar-se a um caso político e judicial, torna-se um caso psiquiátrico.
 
Na sexta-feira negava qualquer buraco nas contas do arquipélago. Ontem justificou o descontrolo económico da região, culpando Sócrates e Teixeira dos Santos de terem criado "uma lei em que o Governo da República podia aplicar sanções sobre o Governo regional, se o governo regional continuasse com obras a fazer dívida".
 
Revelou Jardim que "Foi por isso, que não era aconselhável, porque eles ainda nos tiravam mais dinheiro, se andássemos a mostrar o jogo todo a um governo socialista que não era sério". Por "jogo todo" entenda-se o dinheiro do erário público e medidas governativas nacionais. Ora, Alberto João Jardim entende que a utilização do dinheiro público e o cumprimento de regras e leis são actos do domínio do jogo, tipo casino. E isso diz muito do que tem sido a governação no arquipélago ao longo dos anos.
 
"Nós estávamos em estado de necessidade e, por isso, agimos em legítima defesa", alegou Alberto João Jardim. Dos parcos conhecimentos que tenho ao nível do Direito, não me parece que a legítima defesa se enquadre minimamente nesta situação (parece-me até um absurdo e provavelmente justificado pelo jantar de campanha bem regado). Mas ele lá deve saber já que completou a licenciatura em Direito ao fim de 13 anos com uma média de 11 valores...
 
Vamos lá ver se os madeirenses, em Outubro, terão o discernimento necessário na hora de votar... (temo que vá ser uma campanha tenebrosa, com o discurso do medo, do terror e da ameaça...)

17 de setembro de 2011

Madeira - A "surpresa" (II)

Já passaram mais de 24h sobre a descoberta do poço de dívidas na Madeira e ainda não se ouviu qualquer reacção por parte do Presidente da República, ele que costuma ser sempre tão acintoso relativamente a matérias bem menos relevantes.
 
Nem na página do Facebook, onde parecia residir o seu vício recente, aparece qualquer menção ao assunto (a última mensagem refere-se à sua visita a Campo Maior para ver flores de papel...).

16 de setembro de 2011

Madeira - A "surpresa"

O surpreendente no buracão da Madeira não é a dimensão do buraco em si, mas existirem pessoas que parecem ficar surpreendidas com a notícia, em especial membros da classe política dos principais partidos nacionais (PSD e PS) que, ao longo destes anos, sempre assobiaram para o ar para aquilo que se passava, e era visível a olho nu, no arquipélago da Madeira (vamos lá ver se não há também surpresas nos Açores).
 
Surpreendente é o INE e o Banco de Portugal apenas considerarem "grave a omissão de informação"  relativa a 1.113 milhões de €.
 
Surpreendente é o primeiro-ministro de Portugal, que nos anda há meses a castigar a todos, considerar apenas uma "irregularidade grave, sem compreensão", o facto de se terem escondido 1.113 milhões de € das contas (foi pena não termos ouvido Miguel Relvas, que há poucas semanas atrás se mostrava muito chocado com facturas de 5 ou 10 milhões de € numa gaveta no Instituto Português da Juventude).
 
Surpreendente, arrepiante e digno de reflexão é o facto das autoridades competentes para fiscalizar e supervisionar estas situações das contas deixarem passar tamanho buraco (dá para pensar na sua competência e no tipo de pessoas que as compõem).
 
Surpreendente é o facto de ao longo destes anos todos não ter havido um único presidente da República que os tivesse no sítio para demitir aquele energúmeno (para não falar nos dirigentes do PSD, sempre cheios de medo que o papão os venha atormentar no sono...).
 
Surpreendente é o facto de ainda haver madeirenses que conseguem acreditar naquele tipo de discursos populistas e demagógicos (ou, pelo menos, que as palas que usam nos olhos não lhes causem uma certa impressão na cara).

12 de setembro de 2011

Zodíaco Político

No zodíaco chinês, este é o ano do Coelho, com resultados bem visíveis na política nacional (só por curiosidade, o próximo ano será o ano do Dragão, o que é uma chatice para quem como eu já comprou o Red Pass para o ano inteiro... e também para Jesus, que será inevitavelmente despedido... o Jorge, porque o Outro já se despediu duas vezes...).
 
Já na política portuguesa, 2011 rege-se pelo ano das Taxas (é taxa de IVA, é taxa sobre subsídio de natal,...)
 
Agora é a Associação Nacional dos Bombeiros Profissionais a levantar a ideia da aplicação de uma taxa municipal para financiar a actividade das corporações. Como se já não bastassem todos os impostos que temos de pagar, como se já não bastassem todas as taxas municipais camufladas em facturas de água e gás que temos de pagar...
 
Como se os bombeiros e a Proteccção Civil não tivessem já um orçamento próprio financiado, presumo, pelo Ministério da Administração Interna.
 
Eu não quero mais taxas que financiem tipos barrigudos de bigode com as mangueiras no meio do mato a arfarem de cansaço por não terem qualquer preparação física para a actividade (como infelizmente vemos todos os anos), nem tipos que não percebem que levar uma carrinha-cisterna meio-cheia a grande velocidade leva inevitavelmente a despiste na primeira curva, eu não quero financiar quartéis de bombeiros que se situem mesmo no centro das cidades e vilas, onde é quase impossível sair numa emergência... eu não quero que os meus financiem o negócio dos fogos (sim, porque aquilo é um negócio que gera muito dinheiro)... Eu quero verdadeiros bombeiros profissionais como vejo nos outros países...
 
 

11 de setembro de 2011

Vai formoso e não seguro...

António José Seguro aproveitou o discurso de encerramento do congresso do PS para promover mais uma vez o seu espectáculo de stand-up comedy.
 
Gostei muito daquela da criação de um código de ética para o exercício de funções públicas no PS que todos os dirigentes socialistas terão de assinar !!!
 
Ética e política na mesma piada !! Muito bom !!
 
As prioridades deste PS de Tozé Seguro (parece alcunha do empregado de seguros de uma aldeia!!) são "emprego, crescimento económico e combate à corrupção". Ou seja, tudo aquilo que o PS no Governo anterior não consegui (em que Seguro já era deputado eleito pelo PS, já que ele entre 1985 e 2011 apenas não foi deputado na AR durante 7 anos, parte do qual esteve no Parlamento Europeu)
 
Neste momento, os 2 únicos partidos em Portugal que ganham eleições (não, as vitórias morais do PP e PCP não contam), são liderados por 2 indivíduos que já foram presidentes das jotas partidárias, em mais um puro exemplo de carreirismo político... E ainda por cima aparecem nos piores tempos de crise dos últimos 30 anos... É que foi preciso termos mesmo azar !!!!
 
Ah, mas o Seguro é Medalha de Ouro da Vila de Penamacor (curiosamente a sua terra natal)

Passos Coelho e Seguro juntos têm o carisma de uma alforreca...


7 de setembro de 2011

Teerão, escuto!

A RTP conseguiu o exclusivo de uma entrevista com o Presidente do Irão, o Hamad... o Ahnaji... o Hamagia.. o gajo do Irão !! Pontos a reter:
 
a) o que leva um indivíduo destes a dar uma entrevista, em directo, para a RTP? E era já meia-noite em Teerão! (ou muito me engano houve aqui intermediação também de Jorge Mendes) Já a hora tardia deve ter sido imposição de Ahamadinejad (sempre arranja um pretexto para convidar a jornalista portuguesa "Já é tarde para andar na rua, passe aqui a noite no palácio...");
 
b) Márcia Rodrigues esteve quase a ir burka mas parece que estava ainda estava na lavandaria para limpeza a seco;
 
c) Ahmadinejad passava facilmente por um motorista da Vimeca ou um portageiro, em vez de um ditador tresloucado (sem desprimor para qualquer uma das 3 profissões);
 
d) o líder iraniano desejou sorte aos portugueses, o que é preocupante na medida em que demonstra que a esta hora já sabe onde ficamos;
 
e) espero que nunca bombardeiem o Irão - foi tão difícil mandar o Carlos Queiroz para fora de Portugal...
 
f) a tradução tripla para os espectadores portugueses (persa - inglês - português) tornaria a entrevista monótona em Portugal, não fosse o tradutor de inglês para português ter aproveitado para fazer o seu teatrinho (as entoações carregadas nas frases, ora fazendo de Ahmadinejad um homem indignado, ora fazendo dele um homem irritado... brilhante!! e andamos nós a levar com Zeca's e Fidalgos nas novelas!!)
 
 

Fast Food - Fast Taxes

O bastonário da Ordem dos Médicos defende a criação de um imposto sobre a fast-food e "dezenas de variedades de outro lixo alimentar" como forma de financiamento do Serviço Nacional de Saúde (SNS). Outro dos produtos também a taxar seria o sal !!
Em primeiro lugar acho difícil definir o que será lixo alimentar. Será de acordo com as calorias? Ou de acordo com o gosto alimentar do bastonário? (para mim tripas ou francesinhas são lixo alimentar, para outros serão grandes pitéus).
 
Será que o bastonário será uma espécie de guia Michelin, indo a todos os estabelecimentos comerciais que vendam comida para provar e atribuir o respectivo rating? ("Isto é lixo alimentar, Sr. Manuel !! Com este rating vai ter de pagar o imposto").
 
Não sei de onde vêm sempre estas ideias peregrinas. Se as pessoas pensam mesmo nisto seriamente ou se é quando estão no banho matinal e a cabeça é inundada, juntamente com shampoo, por este tipo de pensamentos absurdos.
 
Pela mesma ordem de ideias, por exemplo, as consultas e operações de cariz cardiológico deveriam ter taxas agravadas para pessoas obesas. O que me parece uma ideia manifestamente estúpida!
 
O que se poderia era taxar um bocadinho mais a indístria farmacêutica que ganha milhões e milhões anualmente...

6 de setembro de 2011

Uma história para contar... todos temos...

Nunca foram editados tantos livros como nos nossos tempos...
 
Não porque aquilo que se escreve seja tremendamente interessante, mas simplesmente porque, com os avanços tecnológicos de impressão, qualquer indivíduo consegue lançar uma edição do seu livro com 3000 exemplares (deve bastar meter a pen na máquina de impressão et voilá ! temos mais um escritor).
 
Qualquer indivíduo não !! De preferência livros "escritos" por pessoas que nos abram as portas de sua casa e nos contem aquilo que supostamente deveria ficar no recato de um lar (aqueles que não conseguem mover influências para editar um livro, resolvem dar um sem número de entrevistas banais onde falam do seu casamento arruinado).
 
Normalmente no caso de mulheres para as quais não se conhece grande actividade laboral com casamentos fracassados, as etapas são: 1. Escrever um livro; 2. Meter umas mamas novas; 3. Arranjar outro casamento.
 
Raquel Rocheta, a antiga assistente de Carlos Cruz no 1,2,3 na TV e depois em casa, acabou por trocar as etapas... primeiro meteu duas rochetas novas e agora avança para o livro, onde deverá fazer o discurso da mulher que aguentou estoicamente todo o processo judicial, embora quem vá comprar o livro provavelmente só queira saber se havia lá miúdos em casa ou se o ex-marido sofria de flatulência, por exemplo... o público gosta mais do voyeurismo da coisa do que propriamente informação séria.
 
Fala-se tanto no fim das florestas e continuamos a deixar que se cortem árvores para gastar neste tipo de publicações !!!

900 mil € = amor + paixão

Ricardo Carvalho, desde o ano 2003 em que começou a representar a Selecção Nacional, já acumulou em prémios diversos pagos por todos nós cerca de 900 mil €...
 
Deve ser isto que ele apelida de "amor e paixão" pela Selecção...

5 de setembro de 2011

Twin Towers

Acho que durante esta semana, até domingo dia 11, todas as cadeias de televisão deveriam ter um contador no canto lateral do ecrã que indicasse o número de vezes que vamos ter de ver os aviões a embaterem repetidamente nas torres gémeas...
 
Quase que apostaria que também vamos ter imagens inéditas, filmadas talvez atrás de um arbusto, dos acontecimentos desse dia (imagens nunca vistas!!!)... e para não falar do português que estava a menos de 500 metros do local nesse dia fatídico...

Sindicatos

 
Esta gente tem estado cá nos últimos tempos ?!!
 
E já nem digo no País, mas no planeta !!!
 
A UGT defende ainda "distribuição mais justa da riqueza criada e a negociação de situações estruturais nas empresas, que prevejam contrapartidas direccionadas para o aumento do emprego"... que não quer dizer nada !!! são apenas palavras bonitas para meter em panfletos, mas que em termos de conteúdo não nos dizem nada... as pessoas querem coisas concretas, não floreados !!
 
Os sindicalistas são indíviduos que estão nos sindicatos há décadas, sem que lhes tenhamos conhecido qualquer trabalho válido para a produtividade do País...

O "ingoverno"

Este Governo tem para aí 3 meses mas já parece um camião desgovernado sem travões a descer uma ravina...
 
São as vozes externas, são as vozes internas, são as contradições de tudo aquilo que disseram em campanha eleitoral (bem, esta não poderemos assumir como se seja uma surpresa!).
 
Agora, depois das medidas de combate à crise se revelarem apenas do lado da receita (impostos!), apesar de vermos toda a gente afirmar que havia muita massa gorda para abater do lado da despesa (se calhar não seria massa gorda mas bifinhos do lombo), e para acalmar as hostes, o Primeiro-Ministro vem afirmar que 2012 será o ano "do princípio do fim da emergência nacional".
 
Ora isto é uma frase muito bonita, mas que efectivamente não quer dizer absolutamente nada !!  É o mesmo que estarmos à espera para fazer uma viagem, não sabermos quanto tempo vai durar, e virem-nos dizer todos satisfeitos "agora vai começar a viagem!", embora fiquemos sem saber se vai durar 1h, 3h  ou 1 dia inteiro. Com esta declaração de Passos Coelho sucede exactamente o mesmo. Sabemos que começa o princípio do fim, mas ainda não sabemos quando será o fim do fim. E esse sim é que daria imenso jeito sabermos (ou pelo menos ter uma ideia).
 
Relembro um ministro socialista que um dia disse "a crise acabou", como quem diz "a crise acabou hoje às 16:30"...

3 de setembro de 2011

O neurónio foi-se...

Vamos lá rever os factos: Ricardo Carvalho acaba o treino, vai ao quarto buscar a sua mochila, sai com o equipamento da Selecção, mete-se num carro e vai-se embora...
 
Primeira pergunta na entrevista exclusiva da RTP: "Ricardo, fugiu do estágio? Foi uma fuga?"
Resposta: "Claro que não, foi um sentimento muito forte que tive naquele dia..."
 
Fónix!! Aquela desculpa do ter ido comprar cigarros (tipo a Madrid!!!) teria soado bem melhor !!! E um sentimento muito forte de quê? De fugir, não foi Ricardo??!!
 
Ricardo Carvalho é um jogador de quem Mourinho uma vez disse que tinha apenas um neurónio. Isto parece-me uma falta de respeito muito maior do que não ser titular num jogo da Selecção... (mas Carvalho até já acompanhou Mourinho em 3 projectos - Porto, Chelsea e Real Madrid - sem que esse facto lhe tenha provocado qualquer sentimento forte...)
 
"Fizeram-me sentir que estava a mais..." - um tipo que, entre centenas de jogadores, é escolhido nos 20 que representam o País...
 
"(...) poderia chamar mercenário (ndr: a Paulo Bento) (...) eu estou na Selecção pelo amor e pela paixão (...) o seleccionador está na Selecção porque lhe pagam para ser seleccionador (...)" - este iluminado chega à conclusão que todas as pessoas que recebem dinheiro pelo seu trabalho afinal são mercenários !!! pelo mesma lógica, não nos podemos esquecer que a Selecção (que é paga pelo dinheiro dos contribuintes!!!) paga a este senhor os voos quando ele vem representar o País, paga-lhe o alojamento e a comidinha nos hotéis de 4 e 5 estrelas e ainda lhe paga ajudas de custo diárias e prémios por objectivos/resultados... não sei se isto estará incluído no tal "amor e paixão" de que fala... e se Paulo Bento é um mercenário, os jogadores que ele convoca para estarem às suas ordens serão também mercenários?
 
Confesso que continuo sem perceber as razões da fuga... a entrevista explicativa ainda é mais patética que a própria fuga... se não existirem inquéritos e medidas disciplinares a este comportamento, então teremos mais uma vez a confirmação de que aquilo que se passa na Federação/Selecção continua a ser um cambalacho...

2 de setembro de 2011

On your marks... Get set... Go !!!


Começou a reconstrução da Líbia caça ao petróleo líbio…

Ena, tantos preocupados com a democracia o petróleo da Líbia...

Os Impostos...

Ontem na RTP, acerca das novas taxas de IRS a aplicar, faziam-se simulações acerca destas mudanças, nomeadamente com o aumento do escalão e o fim das deduções em termos de saúde, educação e imóveis para aqueles que recebem mais de 3.400 € líquidos por mês.
 
Referia-se a RTP a estas pessoas como "classe média" !!!! Solteiros a receber 12.500 €/mês, casais com rendimentos conjuntos anuais entre 150.000 € a 350.000 € !!!...
 
Se isto é o tipo de rendimentos que os jornalistas da RTP acreditam ser da classe média em Portugal, com esta bitola definida então também começo a perceber o buraco da estação pública... devem pagar vencimentos de classe média...
 
 

Passe Social +

Para quem tiver de comprar o Passe Social + (esperemos que nenhum de vocês), já se encontra disponível em diversos postos, entre os quais:
 
Tabacaria Tubarão Azul (uns visionários!!)
Estabelecimentos Mulembeira (devem ser retornados)
Tabacaria Oboé (gosto musical?)
Hábitos e Costumes (podia ser o nome de novela portuguesa dos anos 80)
A Ver o Jogo (maluquinhos da bola e do jogo)
Tabacaria Papelaria Miura (gosto pelo oriente?)
Tabacaria Mariazinha (nome da mulher do dono? vá lá, não foi Tabacaria A Minha Maria ou Tabacaria Patroa)
Quiosque as Bombocas (para mim o melhor !! não sei se em tributo à guloseima ou às ditas da patroa)
Tabacaria Tubarão (outro visionário)
Abraços Absolutos (nome de bar de alterne ou de agência de encontro)
 
Este nova modalidade de passe, para além de violar a privacidade das pessoas ao nível dos seus rendimentos perante meio mundo, vem revelar também o gosto sempre muito peculiar que os Portugueses têm para atribuir nomes a estabelecimentos comerciais.

1 de setembro de 2011

La Liga

Com o Roberto na baliza e o Postiga no ataque, este ano os AVC's em Saragoça vão aumentar exponencialmente...
 
(que dupla !!!)